RN tem mais de 10 mil unidades do DIU, método ainda pouco procurado

O Governo do Estado desmentiu boatos de que dispositivos intrauterinos (DIU) estão em falta no Rio Grande do Norte. A Secretaria de Saúde Pública (Sesap) confirmou ao Agora RN que há cerca de 10 mil unidades do contraceptivo no estoque da Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat).

A coordenadora da Área Técnica de Saúde da Mulher da Sesap, Suzete Queiroz, esclarece que, se algum município potiguar não oferece DIU às mulheres, é porque a gestão local não fez a solicitação dos contraceptivos. “A gente vem trabalhando e intensificando o eixo da saúde da mulher no RN, e podemos confirmar que não há falta do DIU”, ressaltou a coordenadora.

A preocupação das natalenses com o estoque de DIU surgiu depois que uma revista online publicou que o Ministério da Saúde (MS) não compra novas unidades do contraceptivo para a rede pública desde 2015.

A coordenadora da Sesap informou que não há necessidade de o Ministério de Saúde realizar a compra do contraceptivo com frequência, já que o DIU possui validade de 10 anos. De acordo com ela, o governo federal realiza uma programação anual com os estados para avaliar a demanda dos métodos contraceptivos.

Apesar da preocupação, apenas 1,9% das mulheres brasileiras em idade fértil e que usam algum tipo de contracepção utiliza o dispositivo intrauterino, segundo dados do Ministério da Saúde com base na Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher do IBGE para a última década.

Entre os meses de abril a setembro de 2018, 540 médicos e enfermeiros da Área Técnica de Saúde da Mulher do Rio Grande do Norte participaram de um ciclo de capacitações feitas pelo Ministério da Saúde para ampliar a oferta do DIU. “A mulher tinha muito medo de colocar o DIU, por conta do medo de engravidar e por não saber como funciona. Depois do treinamento, os próprios profissionais passaram a orientar melhor as mulheres, que começaram a procurar mais”, conta Suzete.

Segundo o Ministério da Saúde, o dispositivo intrauterino tem eficácia contraceptiva média de 99,3%, índice próximo ao da camisinha. Entre as vantagens do uso do DIU de cobre estão o longo tempo de ação (10 anos), baixo índice de gravidez, intervenção única para seu uso e poucos efeitos indesejados.

09/07/2019 Fonte: Agora RN