População é importante aliada na economia de água neste período do ano

A orientação dos técnicos da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) é que a população use água de forma racional, pois a falta de chuvas está fazendo os mananciais de captação baixarem de volume. A estiagem, agravada pela evaporação dos reservatórios, reforça a importância do bom senso no uso do líquido.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), um dos organismos que acompanha o período de seca no Nordeste, divulgou esta semana que o volume de chuva nas principais bacias da região é o pior em 83 anos.
 
O poder público estadual tem realizado diversas ações para o enfrentamento da seca. Com recursos dos governos federal e estadual, e do Banco Mundial, a Caern em parceria com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) realizam investimentos em adutoras e sistemas de abastecimento que envolvem R$ 536,8 milhões. Desse valor, R$ 329,5 milhões estão sendo aplicados em obras em andamento. Quinhentas mil pessoas padecem no Rio Grande do Norte no atual período de estiagem.  Segundo dados do Governo do Estado, a falta de chuvas no Estado atinge 83% do rebanho bovino e 92% da população de ovinos e caprinos do território potiguar.
 
Independentemente de o usuário ser do interior ou da capital, a postura de acabar com o desperdício deve ser cotidiana, um exercício diário para não jogar pelo ralo um produto que recebe tratamento, de alto custo, para chegar às torneiras de mais de 800 mil famílias, e tem a nobre missão de matar a sede de mais de 2 milhões de potiguares. O gerente de qualidade do Produto e Meio Ambiente, Afonso Holanda, lembra que a equipe de Educação Ambiental da Gerência de Qualidade da Água e Meio Ambiente (GQM) tem desenvolvido diversos trabalhos educativos para conscientizar a população.
 
Entre eles, o "Caern nas Escolas" e ações continuadas de educação ambiental, envolvendo a sociedade de forma participativa, visando sensibilizar a consciência ambiental correta para o uso racional da água. Mais de 2 mil alunos da rede pública e privada da capital participaram do programa em 2012. Em vários municípios do interior, a equipe de Educação Ambiental da empresa tem levado orientações sobre o uso correto e sustentável do líquido em Mossoró, Acari, Ipueira, São João do Sabugi e Parelhas. A Declaração Universal dos Direitos da Água da Organização das Nações Unidas (ONU) ratificou que "a água faz parte do patrimônio do planeta, onde cada continente, cada povo, cada nação, cada região, cada cidade, cada cidadão é plenamente responsável aos olhos de todos".
 
As políticas públicas de preservação e proteção dos mananciais são importantes, mas a participação cidadã é fundamental. "É importantíssimo que a população colabore com o uso racional da água. Até esse momento as previsões para a quadra chuvosa de 2013 são inseguras e por isso precisamos preservar os nossos reservatórios, evitando desperdícios", acrescenta o secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Gilberto Jales.
 
DICAS PARA EVITAR DESPERDÍCIO
Conserte os vazamentos de sua residência
Instale caixa de descarga econômica
Use torneiras econômicas
Não lave calçadas com mangueira
Lave o carro com balde
Se tiver jardim, regue as plantas no período da noite
Evite banhos demorados
Não deixe crianças brincando no chuveiro
Lave a louça da casa de uma vez
Reutilize a água do enxague da máquina de lavar para limpar pisos e calçadas

31/10/12