Webber passa Alonso no fim, vence a 2ª e esquenta a briga na F1

webber red bullCom o ataque no momento certo e boa estratégia empregada, Mark Webber deixou Fernando Alonso para trás e venceu o GP da Grã-Bretanha de Fórmula 1 neste domingo, em Silvestone. O piloto da Red Bull perseguiu o espanhol da Ferrari até o final, quando conseguiu a ultrapassagem para confirmar a vitória e esquentar a briga pelo título.

 

A segunda colocação mantém Fernando Alonso na liderança do campeonato de pilotos, mas a diferença para Mark Webber agora é de apenas 13 pontos. O australiano ainda se firma como candidato ao título, deixando para trás o companheiro de equipe Sebastian Vettel, que na Inglaterra completou o pódio, na terceira colocação.

O brasileiro Felipe Massa teve um final de semana memorável: conseguiu seu melhor resultado desde 2010, quando foi terceiro colocado no GP da Coreia: não conseguiu brigar por pódio, mas fez corrida sem erros e sem problemas, conquistando pontos para a Ferrari. Bruno Senna, com uma ultrapassagem no final da prova, ficou com a 9ª colocação.

O Grande Prêmio de Silverstone fechou de maneira tranquila um final de semana conturbado na Fórmula 1: as constantes chuvas atrapalharam muito o desempenho dos pilotos e chegou a paralisar o treino de definição do grid por 1h30. Quando os carros correram para valer, no entanto, nenhuma gota incomodou Mark Webber.

Além de impedir que Fernando Alonso se tornasse o primeiro a vencer duas provas consecutivas na temporada 2012 - o espanhol foi o primeiro na Malásia e em Valência, na Espanha -, Webber chega ao seu segundo triunfo: antes, havia vencido o GP de Mônaco.

A prova

Apesar do tempo seco, o que garantiria menos acidentes e erros do que os registrados durante o final de semana chuvoso em Silverstone, a prova neste domingo começou cheia de emoção. Principalmente para os brasileiros, que largaram muito bem: Felipe Massa passou Vettel e chegou à quarta colocação, passando a pressionar Michael Schumacher, enquanto Bruno Senna pulou quatro colocações, chegando a ser oitavo lugar.

Com postura agressiva, Massa foi para cima de Schumacher, mas também teve de lidar com os avanços de Vettel. Na 12ª volta, o brasileiro conseguiu a ultrapassagem para se colocar na terceira colocação. Entre as poucas lambanças registradas com a pista seca, se destacou o erro de Pastor Maldonado, que jogou sua Williams para cima de Sérgio Perez: os dois rodaram, e o mexicano da Sauber acabou forçado a abandonar a prova.

No pelotão da frente, Fernando Alonso fez uma prova consistente, se mantendo à frente durante a maior parte do tempo. Em momento decisivo, na 38ª volta, o espanhol da Ferrari fez seu último pit-stop e conseguiu voltar à frente de Mark Webber. O aviso da Red Bull foi claro: o momento de ultrapassagem estava próximo. Aos poucos, Webber foi tirando a vantagem que a Ferrari construiu durante toda a prova.

Na 48ª volta, restando apenas quatro para o final, o piloto da Red Bull finalmente conseguiu tomar a primeira colocação, com ajuda da asa móvel. A partir daí, a Ferrari não teve desempenho suficiente para tentar a retomada: de forma tranquila, Mark Webber confirmou sua segunda vitória na temporada 2012.

Enquanto o australiano se encaminhava para a vitória, Felipe Massa confirmava seu melhor resultado desde 2010: a quarta colocação, algo que pode encerrar as especulações de sua saída na Ferrari, além de dar fôlego para o restante da temporada. Massa chegou a ser terceiro, mas perdeu a posição para Vettel e, em quarto, se firmou, apesar dos ataques de Raikkonen no final da prova.

Já Bruno Senna só conseguiu melhorar sua colocação em Silverstone nos momentos finais: ultrapassou o inglês Jenson Button e terminou com a nona colocação.

Confira a classificação final do GP da Inglaterra:

1- Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) - 52 voltas em 1h25m11s288
2- Fernando Alonso (ESP/Ferrari) - + 3.060
3 - Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) - + 4.836
4 - Felipe Massa (BRA/Ferrari) - + 9.519
5 - Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault) - + 10.314
6 - Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault) - + 17.101
7 - Michael Schumacher (ALE/Mercedes) - + 29.153
8 - Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) - + 36.400
9 - Bruno Senna (BRA/Williams-Renault) - + 43.300
10 - Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) - + 44.400
11 - Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) - + 45.300
12 - Nico Hulkenberg (ALE/Force India-Mercedes) - + 47.800
13 - Jean-Eric Vergne (FRA/STR-Ferrari) - + 51.200
14 - Daniel Ricciardo (AUS/STR-Ferrari) - + 53.300
15 - Nico Rosberg (ALE/Mercedes) - + 57.300
16 - Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault) – a uma volta
17 - Heikki Kovalainen (FIN/Caterham-Renault) - a uma volta
18 - Timo Glock (ALE/Marussia-Cosworth) - a uma volta
19 - Charles Pic (FRA/Marussia-Cosworth) - a uma volta
20 - Pedro de la Rosa (ESP/HRT-Cosworth) - a duas voltas
21 - Narain Karthikeyan (IND/HRT-Cosworth)- a duas voltas

Não completaram:
22 - Sergio Perez (MEX/Sauber-Ferrari) – na volta 14
23 - Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – na volta 3
24 - Vitaly Petrov (RUS/Caterham-Renault) – na volta 1


08/07/12 10h46