Expectava de vida do potiguar é a mais alta do Nordeste: 76,2 anos

Pelo menos em comparação com o Nordeste, os potiguares lideram na média de expectativa de vida, com 76,2 anos, de acordo com a tábua completa de mortalidade para o Brasil, divulgada nesta quinta-feira, 28, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A média nacional é de 76,3 anos.

Segundo o estudo, a expectativa de vida dos potiguares é quase cinco anos maior que a dos maranhenses, com uma média de 71,1 anos, a menor do país.

Contudo, o Rio Grande do Norte não está entre os primeiros do país em matéria de expectativa de vida, ocupando a nona colocação. A maioria dos estados com as melhores expectativas de vida está nas regiões Sul e Sudeste. Santa Catarina, por exemplo, tem uma expectativa 3,5 anos superior que a dos potiguares.

Acima do RN estão Santa Catarina (79,7), Espírito Santo (78,8), São Paulo (78,6), Distrito Federal (78,6), Rio Grande do Sul (78,3), Minas Gerais (77,7) Paraná (77,7) e Rio de Janeiro (76,8).

O estudo ainda revelou uma diferença de oito anos entre as expectativas de vida dos homens e mulheres no Rio Grande do Norte.
Elas viverão em média 80,2 anos, ao passo que ele 72,2 anos. Essa diferença é nacional, mas em Alagoas e na Bahia a diferença ultrapassa os nove anos.
De acordo com o estado o, o potiguar que completou 65 anos em 2018, tem expectativa de vida de 83,8 anos. No caso dos homens, a média é de 81,8. Já as mulheres, 85,4.

28/11/2019 Fonte: Agora RN