Carteirada na hora de votar ainda é prática comum no país, diz professor

A legislação eleitoral brasileira é clara ao definir quais são as pessoas que têm prioridade na hora de votar e não precisam enfrentar fila na seção. No entanto, diz o professor Leonardo Hernandez, da Escola Judiciária Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Goiás, ainda é comum a prática da chamada “carteirada” por autoridades não incluídas entre os casos previstos em lei.

TV Santa Rita FM